quinta-feira, 5 de julho de 2012

Corinthians -Emerson Sheik - Campeão da Libertadores 2012 .


4 de julho de 2012 , Emerson Sheik dois gols marcados , Corinthians  Campeão da Libertadores 2012 . E não é preciso dizer mais nada .
O torcedor corinthiano , não se apega a idolos , com exceção feita a São Jorge , muitos foram passaram e poucos ficaram , alguns fazendo uso de midia tentam se impor como idolos corinthianos , mas continuaram tentando apenas , Neco , Luizinho , Basilio e Emerson Sheik estes sim tem espaço garantido na eternidade corinthiana , ser corinthiano não é ser apenas um torcedor ou simpatizante , mas sim integrar uma egrégora , uma corrente espiritual , que transcender o plano fisico , por isto para ser idolo corinthiano ter que ser equiparado a santo.



Emerson Sheik
Informações pessoais
Nome completo Márcio Passos de Albuquerque
Data de nasc. 6 de setembro de 1978 (33 anos)
Local de nasc. Nova Iguaçu (RJ),  Brasil
Nacionalidade Brasileiro,  qatariano
Destro   e  100%  corinthiano .......

Márcio Passos de Albuquerque, mais conhecido como Emerson ou Emerson Sheik (Nova Iguaçu, 6 de setembro de 1978), é um futebolista brasileiro naturalizado qatariano que atuou como atacante. Atualmente, defende o Corinthians.
Em 2008, quando atuava no Qatar, naturalizou-se qatariano e jogou as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 pela seleção local.


Carreira

Revelado no São Paulo, Emerson deixou o Brasil em 2000, quando foi jogar no futebol japonês. Por lá permaneceu durante cinco anos, tendo sido artilheiro do Campeonato Japonês de 2004 no Urawa Red Diamonds.

Em 2005, deixou o Japão e foi para o Qatar, onde passou a defender a equipe do Al-Sadd. Foi emprestado ao Rennes, da França, em 2007, mas não conseguiu se firmar na Europa e, com isso, retornou ao Oriente Médio.

Considerado no Oriente Médio como um dos melhores atacantes que já passaram por lá, Emerson fez fama e fortuna enquanto esteve no Qatar. Porém, após passar nove anos fora, Emerson decidiu rescindir contrato com seu clube e retornar ao Brasil.

Desconhecido no Brasil, Sheik passou a defender o Flamengo, no início de 2009. Sem ter pago nenhum valor de transferência por Emerson que pagou do próprio bolso a multa de rescisão com o Al-Sadd, o Flamengo recebeu seu novo atacante com muita expectativa.

Emerson foi bem recebido pelo grupo rubro-negro, que em sintonia com a torcida, o batizou carinhosamente de Sheik. Assim, em pouco tempo o jogador estava apto á estrear com a camisa rubro-negra. Em Um Treino Na Gávea Ele Disse Que Era Rubro-negro De Coração

Em sua estreia pelo Flamengo, em uma partida contra o Fluminense, já na reta final da Taça Rio, Emerson marcou seu primeiro gol. Recuperando sua melhor forma física e destacando-se nos treinos, Emerson acabou conquistando a vaga de titular nas finais do Carioca de 2009;

Por volta da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, porém, Emerson recebeu uma proposta irrecusável do Al Ain dos Emirados Árabes, e já tendia a sair do Flamengo, que também não via com maus olhos a sua negociação em virtude da multa empreendida.

No dia 17 de agosto a diretoria do Flamengo anunciou sua ida para o Al Ain, dos Emirados Árabes pelo valor de € 2 milhões (cerca de R$ 5,2 milhões). No entanto no dia seguinte a diretoria do Flamengo anunciou oficialmente a recusa da proposta do clube dos Emirados Árabes. O departamento de futebol do clube entendeu que o valor oferecido não satisfaz os interesses do clube.

Em 27 de agosto, porém, Emerson não compareceu ao treino na Gávea. O jogador já havia se reunido com diretoria rubro-negra pedindo para ser liberado horas antes da partida contra o Fluminense no dia anterior, pela Copa Sul-Americana, onde o Flamengo foi eliminado após empate por 1x1. O "Sheik" acerta sua saída para o Al Ain, se transferindo antes do término do Campeonato Brasileiro. Apesar disso, é considerado pelo próprio Flamengo como um dos campeões do Brasileirão daquele ano, sendo o 3º artilheiro do time da competição com sete gols marcados .

Na sua estréia no Al Ain Emerson marcou dois gols e o time venceu nos pênaltis por 5x4 o time do Al-Ahli e conquistou o título da Supercopa dos Emirados Árabes .

No meio da temporada de 2010 Emerson acertou o seu retorno ao brasil dessa vez pelo Fluminense. Logo na sua estreia marcou um gol no empate no clássico contra o Botafogo  e fazia grande campeonato até se lesionar. Entretanto, voltou no final do campeonato e fez o gol que viria a dar o título do Campeonato Brasileiro para o Fluminense, contra o Guarani.

Porém, na noite do dia 20 de abril de 2011, Émerson foi afastado do clube pelo próprio presidente que se irritou com o jogador que cantou um funk do maior rival, o Clube de Regatas do Flamengo, no ônibus do Fluminense a caminho de uma decisão contra o Argentinos Juniors pela Libertadores.

Corinthians
Em 18 de maio de 2011, acertou sua ida para o Corinthians, sendo apresentado oficialmente alguns dias depois. Em 4 de dezembro de 2011 conquista o tricampeonato brasileiro em três anos seguidos por três clubes diferentes, feito inédito no futebol brasileiro .

Emerson inicia o ano de 2012 muito bem técnicamente e físicamente, sendo talvez o principal destaque da fortíssima equipe do Corinthians. O Jogador cai literalmente nas graças da fiel e apesar e não fazer muito gols, é o jogador que mais "incendeia" os jogos. Emerson é um dos pilares da equipe, sendo peça fundamental na belíssima campanha da primeira fase da Libertadores e um dos jogadores que mais ajudaram o clube ao inédito título da competição. O Corinthians talvez foi o clube brasileiro que Emerson mais se identificou pois o mesmo recebeu tentadoras propostas do exterior mas optou por ficar, até pela estrutura oferecida para o trabalho e pelo carinho da torcida.

Emerson Sheik foi considerado o destaque do primeiro jogo das semi-finais da Libertadores 2012 entre Corinthians e Santos. Fez um golaço em plena Vila Belmiro e garantiu a vitória corinthiana pelo placar mínimo. Apesar do gol e da grande participação, Sheik acabou expulso.

No primeiro jogo da final, no La Bombonera, em Buenos Aires, Emerson dá o passe para Romarinho fazer o gol de empate no segundo tempo. No último jogo da final, no Pacaembu, entra para a história do clube marcando os dois gols da vitória corinthiana sobre o Boca Juniors e do título inédito para o jogador e para o clube.




   Parabéns   ao  Presidente  da  IVECO  ,  pagando  uma  pequena  quantia  em  patrocinio ,  colocou  a  marca  IVECO  na  eternidade  estampada  na  camisa  corinthiana  campeã  invcta  da  Taça  Libertadores  2012 .


Nenhum comentário:

Postar um comentário